Autodisciplina: a chave para toda a mudança necessária dentro de você!

Antes de explicar a importância da autodisciplina, eu não posso vender para você que eu sempre fui O cara mais autodisciplinado do mundo.

Existem pessoas que realmente tem esse dom de se manterem no foco, independente do que aconteça.

Acho isso ótimo, porém, para mim foi diferente.

A disciplina entrou na minha vida não como um dom natural e fácil, mas como uma habilidade que eu treinei e treinei até adquirir.

Não foi fácil de forma alguma, porém é inegável que a minha vida melhorou em diversos aspectos por causa dela.

Hoje eu vou contar 3 histórias para vocês.

Apenas 3, bem rapidinhas.

A primeira é sobre como a autodisciplina apareceu na minha vida.

A segunda é sobre como eu percebi a importância dela.

A terceira é como ela me ajudou a fechar um dos maiores negócios da minha vida.


APRENDA COMO APRENDER MAIS RÁPIDO DE (VERDADE!)

O FUTURISMO CHEGOU, E AGORA?


A minha ideia é fazer você entender de uma vez por todas que não é necessário se motivar todos os dias,

ou depender de motivos externos para nada.

Sério, cara.

Na-da!

Tudo é possível, basta apenas você ter autodisciplina e assumir as rédeas da sua vida.

Mas antes de começarmos a falar das histórias, eu preciso te contar que::

Autodisciplina não é para fortes ou fracos, é apenas difícil:

Se você se considera:

  • uma pessoa sem disciplina nenhuma.
  • que nunca conseguiu realizar uma tarefa ou objetivo até o fim.
  • que nunca conseguiu estruturar um plano ou meta, e segui-lá sem precisar fazer desvios.
  • que acha que a motivação diária vai te salvar dos dias ruins.
  • que pensa que tudo tem um lado positivo, sem mesmo ter um olhar crítico quanto as coisas que ama e que te fazem feliz,

então não ache que você não tem o que é necessário para o desenvolvimento dessa habilidade.

Autodisciplina não é para fortes ou fracos, ela é uma habilidade em desenvolvimento constante.

Por exemplo: agora mesmo estou escrevendo esse texto e tenho mais 30 coisas diferentes para fazer, algumas delas inclusive eu gosto muito, como: treinar.

Independente disso, eu tenho um compromisso diário comigo de passar informações relevantes para o meu público.

É um compromisso que assumi na minha vida, e eu não posso deixar as minhas coisas atrapalharem esse foco.

Ou seja: a minha vontade NÃO pode ser maior do que as coisas que eu me comprometi a fazer.

Essa é a regra n°1

(Se você realmente tem problemas de autodisciplina, deixa eu te ajudar com algo rapidinho. Comece anotando em regras tudo o que eu direi aqui, ok? Vai ter um motivo no final.)

Regra N°1 – a sua vontade NÃO pode ser maior do que o seu comprometimento.

Bem, dito isso, tenha em mente: qualquer pessoa pode conseguir desenvolver autocontrole.

Se você já leu em algum lugar que isso é impossível, bem, aconselho você parar de ler coisas nesse lugar então. rs

Como começar a se autodisciplinar na prática:

Na prática mesmo? São pequenos atos. Não tente começar já escalando o Everest da disciplina.

Você provavelmente vai cair dessa montanha (desculpe o trocadilho infame), e perder muito tempo e esforço no caminho.

Quando se trata de autodisciplina, tudo são pequenos passos.

Quanto mais rápido e mais forte você conseguir dar esses primeiros passos, mais rápido conseguirá chegar no seu objetivo final.

Mas aí, existe algo que eu escuto sempre:

“Ah, mas eu me sinto mal com o meu corpo. Gostaria de emagrecer 15 quilos. Como faço isso por pequenos passos? Esses objetivo é muito grande “

Não.

Você não gostaria de emagrecer 15 quilos.

Você quer emagrecer meio quilo na próxima semana. Só isso.

A sua visão precisa estar focada no objetivo pequeno, que complementa o objetivo grande no final.

Isso são os pequenos passos, em direção aos grandes.

E, veja bem, até para os pequenos passos você precisará de um nutricionista, e profissionais responsáveis por atividades físicas.

Eles podem te ajudar a tornar esses passos ainda menores, e mais fáceis.

De qualquer forma,  isso nos leva a segunda regra:

Regra N°2 – quebre seus objetivos em pequenos passos, e os cumpra em tarefas menores.

Para exemplificar isso, vamos à primeira história que quero contar: a forma como a autodisciplina apareceu na minha vida.

“Putz, eu perdi outra refeição.”

Essa história é sobre alimentação, refeições de hora em hora e começar a se autodiscplinar.

Mas, pera, vou aprofundar melhor, vamos lá:

Eu comecei a treinar fisiculturismo desde cedo.

Com 18 anos meu objetivo era apenas emagrecer.

Para isso, apesar dos grandes mitos de nutrição, não é necessário parar de comer, apenas comer as coisas certas, na forma certa e na hora certa.

Parece fácil, né?

Acredite, depois da 19ª refeição pode parecer a coisa mais automática do mundo, mas no começo era o inferno.

Literalmente o inferno.

Eu pulava refeições, esquecia de comer, comia errado, e por aí vai.

Era basicamente um momento de acerto, para três de derrota.

Não preciso nem dizer que não consegui nada do que queria na época, né?

Isso durou um tempo, até eu me tocar que o me faltava não era motivação (eu treinava 5x/semana), o que me faltava era autodisciplina.

Eu precisava comer certo, na hora certa e sem perder refeições.

O que eu fiz para evitar isso envolve a nossa terceira regra:

Regra N°3 – Esqueça sua memória, utilize papel e telas para lembrar de tudo.

Não adianta querer lembrar de tudo, isso é impossível.

Você tá se enganando se tentar manter cada informação precisamente dentro da sua cabeça.

Por isso, anote tudo.

Anotando eu comecei a controlar a dieta que eu fazia, as refeições que precisavam ser realizadas, as que eu já tinha feito e os horários.

Hoje, depois de mais 10 anos treinando, eu já fico no automático.

Porém, tenho certeza que se eu não tivesse anotado no começo, eu teria perdido a grande maioria das refeições.

Aí eu consegui ver pela primeira a autodisciplina em prática.

Ainda não dava a importância devida à ela, porém já entendia que nem tudo dependia de motivação, ou fatores externos.

Quem comanda a sua mente?

Eu sempre trabalhei e produzi muito todos os dias.

Sempre foi assim: um número de horas de sono, porém uma rotina muito mais puxada de trabalho.

Como eu decidi me dedicar para o fisiculturismo, seria basicamente impossível viver no ritmo de trabalho que vivo, e ainda conseguir treinar da forma correta.

Eu precisava me dedicar minimamente pra dormir 6 horas por noite..

Porém ( e esse é ponto-chave ), dormir essas 6 horas parecia bem difícil as vezes.

Eu precisava me preocupar com alguma reunião no outro dia, ou em fazer as coisas darem certo, e isso me tirava o sono.

Rolava na cama de um lado para o outro, até estar cansado e dormir algumas poucas horas.

Até que eu lembrei dela: a autodisciplina.

O que eu tentaria fazer era simples: precisa induzir o meu corpo e dormir a hora que eu precisasse dele desligado.

Tudo que eu precisaria fazer era entender como fazer o meu corpo aceitar dormir.

Até que deu o click.

Quem comanda o meu corpo? Minha mente.

E quem comanda minha mente? Eu.

Era simples: eu podia fazer com que o meu corpo obedecesse ao meu comando, só precisava dar um ambiente externo que estimulasse ele nessa missão.

Aí, comecei a minha empreitada:

  • deixar o quarto o mais escuro possível.
  • deixar o quarto frio, afinal o frio induz o sono.
  • manter o quarto com o maior silêncio possível, ou música ambiente que me acalmasse e relaxasse.
  • tentar meditar calmamente, focando na minha respiração e tirando tudo da minha cabeça.
  • respira bem devagar e pausadamente.

Pronto, eu havia dormido.

Na noite seguinte, repeti o ritual e adivinha? dormi de novo, e de novo o dia seguinte.

Daquele dia em diante, eu entendi a nossa quarta regra:

Regra N°4 – O ambiente perfeito para a sua autodisciplina, vai deixar tudo mais fácil.

Não adianta apenas você fazer, você pode fazer da forma mais fácil.

Por isso, analise o que pode tornar a sua vida mais fácil, e execute isso.

Se tiver problemas com peso, evite deixar comidas gordurosas dentro da sua casa.

O ambiente vai te ajudar, mas você precisa ajudar a si mesmo.

Enfim, esse momento foi quando eu vi a real importância de autodisciplina na minha vida.

Dali pra frente eu já a utilizaria pra quase tudo. Da academia, até os negócios.

E em falar em trabalho, nosso último exemplo envolve ele.

A autodisciplina e os negócios.

Sempre tive muitas reuniões.

Como coach, eu sempre precisei estar em contato com muitas pessoas.

Mas existia uma diferença em cada reunião que eu ia: certas reuniões tinham muitas informações, e outras nem tanto.

Por isso eu precisei me autodisciplinar para filtrar o máximo possível das informações importantes dessas reuniões.

Eu já anotava tudo, mas como poderia tornar esse processo ainda melhor?

Eu criei uma regra que precisaria revisar todas as reuniões que eu fosse, em até 1 dia depois dela ter acontecido.

Isso me dava tempo para:

  • filtrar todas as informações corretamente.
  • aproveitar enquanto as ideias ainda estavam frescas.
  • garantir um fluxo de comunicação com meus clientes constantemente.

Esse foi o momento aonde a autodisciplina me salvou. Sem ela eu não conseguiria manter o fluxo de informações que eu tinha organizado da forma correta.

Seguindo a minha regra de sempre 1 dia depois anotar e pensar em tudo dito, eu nunca perdi uma ideia ou atrasei a entrega de algum projeto com um cliente.

Conclusão: Anote cada regrinha e comece hoje a gerir a sua autodisciplina.

Não pense que é fácil gerar esse controle consigo mesmo. Mas existem pequenas coisas que você pode fazer nesse momento para te ajudar.

Vou por todas as regrinhas abaixo e sugiro que anote e guarde com você.

Tente entender como elas se aplicam na sua vida e melhor forma de utilizá-las diariamente. Dá uma olhada:

Regra N°1 – A sua vontade NÃO pode ser maior do que o seu comprometimento.

Regra N°2 – Quebre seus objetivos em pequenos passos, e os cumpra em tarefas menores.

Regra N°3 – Esqueça sua memória, utilize papel e telas para lembrar de tudo.

Regra N°4 – O ambiente perfeito para a sua autodisciplina, vai deixar tudo mais fácil.


Conheça as 12 técnicas para ser criativo em tudo que fizer! Leia nosso post completo aqui!

COMO ADMINISTRAR O TEMPO E DEFINIR PRIORIDADES < – LEIA AQUI!


Se ficar qualquer dúvida ou tiver qualquer sugestão, deixe nos comentários abaixo!

Leave a comment